A poluição do ar inflama as pessoas?

 

Poluição do ar ajuda na inflamação.

 

Coma muitas frutas e vegetais. Faça jejum intermitente 2 vezes na semana. Faça exercícios regularmente, em média 150 minutos por semana. Não fume. Controle a hipertensão, o diabetes e o colesterol. Estas são palavras milenares de sabedoria para uma vida saudável. Mas, alguma vez um médico lhe disse para evitar a exposição à poluição?

O acúmulo de evidências sobre o impacto da poluição em nossa saúde sugere que esta deve ser uma recomendação muito importante, embora não seja fácil de seguir.

O que é poluição?

Uma descrição simples de poluição é qualquer coisa introduzida no meio ambiente pelos humanos e que prejudique a saúde humana ou os ecossistemas. Como tal, existem muitos tipos de poluição – no ar, na água e no solo – que podem assumir a forma de gases, metais pesados, produtos químicos, bactérias e até ruído.

A poluição do ar inclui a queima de combustíveis fósseis (carvão, gás, petróleo) e incêndios florestais, que aumentaram muito neste período. Eles geram gases nocivos, fumaça e fuligem que são prejudiciais à respiração.

A poluição do ar é um ciclo vicioso e complexo. Os efeitos tóxicos são agravados pelo aumento da temperatura e, as temperaturas mais altas, por sua vez, aumentam o risco de incêndios florestais descontrolados e o uso de energia, principalmente devido aos condicionadores de ar. Ambos podem liberar gases de efeito estufa que impulsionam ainda mais as mudanças climáticas, que, por sua vez, aumentam as temperaturas e alimentam outros climas extremos ao redor do globo, um ciclo cada vez pior que continua a se repetir (fonte).

Como a poluição do ar afeta a sua saúde?

Numerosos estudos ao longo dos anos têm mostrado repetidamente que níveis aumentados de partículas finas no ar externo correspondem ao aumento de hospitalizações por doenças cardíacas, derrame, diabetes, pneumonia, exacerbação de doença pulmonar obstrutiva crônica e outros problemas de saúde graves. Tanto a exposição de longo prazo quanto a de curto prazo parecem ter importância.

Um estudo recente analisou modelos globais de níveis de poluição e avaliações de risco da população mundial ao longo de 14 anos. Ele liga a combustão de combustível fóssil apenas a quase nove milhões de mortes prematuras em todo o mundo em 2018, isso é uma em cada cinco mortes!

LEIA TAMBÉM: Entenda o que é a inflamação do corpo e confira 7 dicas para combatê-la.

Quem é especialmente vulnerável aos efeitos potenciais da poluição do ar? 

Qualquer pessoa idosa, jovem ou gestante e qualquer pessoa com doenças subjacentes, como problemas cardíacos ou pulmonares. Além disso, as pessoas que vivem em comunidades de baixa renda, muitas vezes situadas perto de fábricas ou áreas de alto tráfego, são afetadas de forma desproporcional.

O que podemos fazer?

Pense em alternativas mais saudáveis para dirigir sempre que puder. Compre produtos locais, se esta for uma opção para você, para reduzir ainda mais o envio e transporte global que contribuem para a poluição do ar.

Considere o uso de purificadores de ar. Embora não removam todos os poluentes, eles podem melhorar a qualidade do ar interno. Escolha um purificador de ar que tenha uma alta taxa de entrega de ar limpo compatível com o tamanho da sua sala.

Purificador de ar - poluição.

Substitua os filtros. Trocar o filtro do ar condicionado e purificados do ar regularmente melhorará a qualidade do ar e reduzirá o uso de energia.

Promova energia limpa e renovável. Seja optando por um plano de energia 100% renovável ou votando em líderes que priorizam a energia renovável. Tomar medidas para diminuir o uso de combustível fóssil tem o duplo benefício de combater as mudanças climáticas e a poluição do ar, trabalhando em última instância em direção a um futuro sustentável com um planeta mais saudável e você mais saudável.

LEIA TAMBÉM: Dicas alimentares que diminuem a inflamação

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.