ansiedade-alimentacao-acucar-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Alimentação adequada pode tratar a ansiedade

Alimentação adequada pode tratar a ansiedade
5 (100%) 3 votes

 

ansiedade-alimentacao-acucar-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas
O açúcar aumenta os sintomas da ansiedade. (imagem: portal para emagrecer)

 

Você sabia que o açúcar aumenta os sintomas da ansiedade? Muitas pessoas desconhecem, mas há açúcar escondido em muitos alimentos que comemos, incluindo comidas salgadas. Um exemplo é o molho de tomate comprado pronto. Uma porção de meia xícara contém em média 12 gramas de açúcar. Logo, se você usou uma xícara e meia de molho de macarrão, você consumiu 36 gramas, ou seja, 9 colheres de chá de açúcar apenas no molho da sua refeição!

“Enquanto o seu corpo precisa de um equilíbrio saudável de açúcar, carboidratos, gorduras e proteínas para funcionar, é também esse equilíbrio que ajuda a te manter saudável. Consumir açúcar através de fontes naturais, como um pedaço de fruta, e não suco de frutas ou frutas secas, afeta seu corpo de forma diferente do que doces ou açúcares escondidos nos alimentos”, explica o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas.

LEIA TAMBÉM: O estresse pode fazer você engordar?

LEIA TAMBÉM: Estresse e preocupações excessivas? Vocês pode estar com transtorno de ansiedade generalizada

As pessoas que sofrem de ansiedade precisam saber de algumas informações muito importantes:

  • Baixo nível de açúcar no sangue, falta de hidratação, uso de álcool, cafeína e fumo também podem precipitar ou imitar os sintomas de ansiedade.
  • Comer refeições regulares e prevenir estados hipoglicêmicos são, portanto, importantes.
  • Hidratar adequadamente com água pura é melhor, pelo menos seis a oito copos por dia.
  • Embora a nicotina não cause ansiedade, a abstinência dessa substância pode imitar a ansiedade e as pessoas com esse transtorno podem fumar para se acalmarem, tornando-se um comportamento problemático, pois a nicotina também pode elevar a pressão arterial e a frequência cardíaca, que são sintomas de ansiedade.
  • As pessoas que sentem ansiedade podem se apoiar no álcool para acalmar os nervos, mas beber em excesso pode levar a um conjunto de problemas emocionais e físicos.
  • Muitos refrigerantes contêm cafeína e alto teor de açúcar. Estar ciente desses fatores e substituir por água ou suco natural pode ser uma opção mais saudável.
  • Trabalhar em direção a uma dieta bem equilibrada, com frutas, legumes, carnes magras e gorduras saudáveis é uma boa recomendação para aqueles que lutam contra a ansiedade. Evitar alimentos processados e alimentos ricos em açúcar significa que o corpo experimenta menos altos e baixos de açúcar no sangue, o que ajuda a reduzir ainda mais os sentimentos de ansiedade.
  • Alimentos integrais, não processados, demoram mais tempo para serem metabolizados pelo corpo, o que te ajuda a se sentir satisfeita por mais tempo e mantém os níveis de açúcar no sangue estáveis.

Mas, não mude bruscamente a sua dieta!

LEIA TAMBÉM: Má alimentação está relacionada à metade das mortes por infarto, derrame e diabetes

LEIA TAMBÉM: Por que é mais difícil para as mulheres perderem peso?

LEIA TAMBÉM: Interagir e ajudar as pessoas melhora a ansiedade

Dicas

“Como acontece com qualquer mudança, o seu corpo precisará de um tempo para se ajustar. Se você é saudável e corta o açúcar processado, irá sentir que sua ansiedade vai melhorar lentamente, graças aos poucos altos e baixos causados pelo excesso de açúcar. Se você está usando apenas dieta para combater a ansiedade, essa mudança pode não ser óbvia ou imediata. Você também pode precisar falar com um médico de confiança. Uma abordagem de tratamento integrada, incluindo terapia, alívio do estresse, boa qualidade do sono e uma dieta balanceada são partes igualmente importantes no tratamento da ansiedade”, complementa o Dr. Daniel Benitti.

Confira abaixo algumas dicas que podem ser úteis para você:

  • Siga uma dieta saudável e equilibrada como a do mediterrâneo, por exemplo;
  • Corte o açúcar e os alimentos processados;
  • Reduza a cafeína, o álcool e pare de fumar;
  • Consuma alimentos ricos em zinco, como grãos integrais, ostras, couve, brócolis, legumes e nozes;
  • Consuma alimentos ricos em magnésio, como peixe, abacate, folhas verdes escuras;
  • Consuma alimentos ricos em vitaminas do complexo B, como aspargos, verduras, carne e abacate;
  • Consuma alimentos ricos em ômega-3, como salmão e sardinha;
  • Consuma alimentos ricos em probióticos, como iogurte e outros alimentos fermentados.

Dica extra!

As embalagens dos produtos informam a quantidade de açúcar ou carboidratos presentes nos alimentos. Utilize essas informações a seu favor e mantenha uma vida saudável!

LEIA TAMBÉM: Por que ter um médico de confiança?

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: O que o angiologista e cirurgião vascular trata?

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.