Como fugir da desidratação durante o calor?

Como fugir da desidratação durante o calor?
5 (100%) 2 votes

 

desidratacao-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-campinas-sao-paulo
O forte calor e o ar com baixa umidade fazem o corpo perder muita água para manter a temperatura, aumentando as chances de desidratação.

 

O calor chegou com força e o ar está com baixa umidade, fazendo com que o corpo perca muita água para manter a temperatura. Esse processo, porém, muitas vezes não é percebido pelas pessoas, já que o sistema respiratório umidifica o ar que chega aos pulmões (quanto mais seco o ar, mais água é perdida). Com isso, as chances de desidratação aumentam consideravelmente, principalmente em idosos, crianças e pacientes com câncer.

Abaixo, o cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em São Paulo e em Campinas, esclarece algumas dúvidas comuns sobre o assunto.

  1. Como saber se a pessoa está desidratada?

Se puxar a pele e ela não voltar rapidamente à posição inicial, a pessoa está desidratada. Além disso, outros sintomas incluem:

  • Boca seca;
  • Pele enrugada;
  • Saliva espessa;
  • Urina escura ou nenhuma urina;
  • Tontura;
  • Dor de cabeça.

Normalmente, a pessoa desidratada sente sede, mas idosos e crianças não costumam se queixar, então é importante prestar muita atenção nesses sinais.

LEIA TAMBÉM: 10 dicas para cuidar da sua saúde vascular

LEIA TAMBÉM: Vitaminas e suplementos que ajudam na saúde vascular

  1. Quanto é recomendado ingerir de água diariamente?

Não existe uma quantidade que seja a correta para todos. No entanto, o ideal é que sejam ingeridos 2 litros de água por dia. Lembrando que pessoas que praticam muita atividade física ou que trabalham expostas ao calor devem consumir ainda mais. Uma boa dica é se atentar à cor da urina: se estiver clara, a pessoa está hidratada.

  1. Existe substituto para a água?

Não. Porém, a pessoa não precisa tomar a água pura. Pode-se aumentar a ingesta de água com sucos e caldos que facilitam a ingestão. Idosos e crianças gostam de gelo, então, utilize-o. Apesar de a quantidade ser baixa, ajuda.

Ao mesmo tempo, é importante evitar o consumo de café e álcool, pois eles podem aumentar os efeitos da desidratação. No segundo caso, principalmente, quando o organismo tenta eliminar a substância pela urina, o corpo perde muita água.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas sobre consumir álcool sem afetar a saúde

LEIA TAMBÉM: Café, chá e energéticos: fique atento aos riscos do excesso de cafeína

  1. O que fazer quando a pessoa está desidratada?

Caso ela ainda tenha um bom entendimento, deve-se dar água. No entanto, se a pessoa estiver confusa, com alteração do nível de consciência, o ideal é procurar ajuda médica.

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: O que o angiologista e cirurgião vascular trata?

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.