beber-alcool-quarentena-pandemia-coronavirus-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Por que tomar cuidado com o consumo de álcool neste período de quarentena?

Por que tomar cuidado com o consumo de álcool neste período de quarentena?
5 (100%) 3 votes

 

beber-alcool-quarentena-pandemia-coronavirus-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas
Uma bebida alcoólica pode proporcionar um pouco de relaxamento. Mas, isso é apenas uma correção de curto prazo que leva a problemas de longo prazo. (imagem freepik)

 

É muito comum consumir bebida alcoólica após um dia difícil e estressante. Pode ser uma cervejinha gelada ou uma taça de vinho, não importa, a ideia é que isso pode ajudar a relaxar.

Embora não haja nada errado em beber ocasionalmente, depender do álcool para melhorar o humor pode ter o efeito contrário e causar impactos de diversas  maneiras.

“Para muitas pessoas, os níveis de estresse e ansiedade estão mais altos do que o habitual (devido à pandemia do coronavírus), principalmente em relação às incógnitas, como, por exemplo, quanto tempo isso vai durar. Da mesma forma, não estar perto da família e perder o emprego e a renda viraram preocupações comuns. Mesmo as pessoas que não estão predispostas à ansiedade e à depressão também estão passando por isso”, ressalta o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas.

Beber um vinho, uma “geladinha” ou um copo de uísque pode, de fato, proporcionar um pouco de relaxamento, liberando endorfinas e aumentando os níveis de serotonina. Mas, isso é apenas uma correção de curto prazo que leva a problemas de longo prazo.

Se você se apega no álcool para obter felicidade, prazer e superar o estresse, isso pode causar problemas no futuro, pois você não está aprendendo a lidar com as coisas como estão.

Em vez disso, se alguém aumenta a sua dependência do álcool para lidar com o estresse, isso leva à exacerbação da depressão e da ansiedade.

Mesmo que beber seja uma novidade para você, o aumento da ingesta durante um período de estresse pode levar a uma dependência a longo prazo do álcool. Ou seja, você pode viciar sem saber. De repente, você não quer sair e não quer fazer nada, porque só pensa em tomar a próxima bebida. É gratificação instantânea e não tem que lidar com estresse. Pode apenas sentar e beber.

LEIA TAMBÉM: 7 dicas para manter a calma e enfrentar as dificuldades diárias

LEIA TAMBÉM: Saiba como fazer a respiração diafragmática que melhora a ansiedade

Perigo

O uso de álcool faz a pessoa não se alimentar corretamente durante o período de aumento da ingesta. Isso pode suprimir o sistema imunológico, tornando-o menos capaz de combater infecções.

“O álcool também atrapalha o ciclo do sono e pode causar uma fadiga maior. Muitas pessoas usam como auxílio para dormir, mas o álcool reduz a quantidade de tempo que você passa no sono profundo ou REM. Ou seja, você adormece mais rápido e dorme mais profundamente durante as primeiras horas, mas não atinge o estágio verdadeiramente restaurador do ciclo do sono. No dia seguinte fica mais sonolenta e cansada”, alerta o Dr. Daniel Benitti.

O álcool também é uma maneira de acumular calorias extras, podendo resultar em ganho de peso e contribuir para uma autoimagem ruim ou ainda mais estresse a longo prazo. Lembre-se que 100 calorias de cerveja não são iguais a 100 calorias de castanhas.

LEIA TAMBÉM: Ficar em casa e não ganhar peso: uma difícil tarefa

LEIA TAMBÉM: As faixas elásticas são uma boa opção para se exercitar em casa?

LEIA TAMBÉM: Exercício regular pode prevenir SDRA: uma das principais causas de morte por Covid-19

Dica

Durante esses períodos de estresse é importante encontrar saídas mais saudáveis para processar e lidar com todas as emoções reprimidas.

Manter contato com amigos e familiares é fundamental, mesmo em um momento de isolamento. Para isso, use a internet e aplicativos de vídeos. É importante manter contato social, mesmo em momentos limitados.

Saia de casa de maneira segura.

Sente-se na varanda, brinque no quintal ou no jardim, ande um pouco de máscara. À medida que o tempo muda, estas são realmente boas coisas a fazer, porque oferecem ar fresco e novos cenários. Você está fora e se engajando em algo agradável. 

Lembre-se: vamos passar por isso tudo juntos!

LEIA TAMBÉM: Alimentação adequada pode tratar a ansiedade

LEIA TAMBÉM: Probióticos ajudam a tratar ansiedade e depressão?

LEIA TAMBÉM: O estresse pode fazer você engordar?

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.