descobri-que-tenho-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Você descobriu que tem Lipedema e começou a treinar, mas ainda está muito cansada? Saiba o que pode te ajudar!

 

descobri-que-tenho-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas
A inflamação está relacionada diretamente ao cansaço, fadiga e maus resultados com os treinos.

 

Você descobriu depois de anos de procura e diagnósticos incorretos que tem Lipedema. Identificou que nada era da sua cabeça e que realmente as coisas acontecem com o seu corpo da maneira que você sempre descreveu. Agora começou a fazer atividade física, mas os treinos estão cansativos, você tem medo de ter lesão devido à fragilidade dos ligamentos e condromalácia nos joelhos. Você está se esforçando, mas quer saber se tem algo a mais para ser feito?

A inflamação está relacionada diretamente ao cansaço, fadiga e maus resultados com os treinos. Uma boa notícia é que os alimentos que você ingere auxiliam muito no tratamento da inflamação e saber o que comer após o treino auxilia na sua recuperação e faz você se sentir melhor.

“A inflamação, uma parte vital da cura, é a sua resposta biológica natural a uma ampla gama de gatilhos. O seu corpo tenta remover esses gatilhos para que os seus tecidos possam se curar. Os sinais clássicos de inflamação – inchaço, dor, vermelhidão e perda de função – são sintomas agudos comuns, mas os sintomas mais crônicos, como no Lipedema, são uma preocupação. Ajustar a sua dieta pode ajudar a diminuir a inflamação, permitindo que você continue a se exercitar e melhorando o resultado dos treinos”, indica o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular especialista em Lipedema, que atende em São Paulo, Campinas e a distância.

LEIA TAMBÉM: Se exercitando com Lipedema

Repense a sua dieta

A chave para reduzir a inflamação é mudar o seu foco para uma dieta anti-inflamatória. Essa forma de comer é baseada no consumo de alimentos limpos e integrais, como:

  • Carne branca.
  • Peixes.
  • Alimentos integrais (frutas, vegetais, legumes, nozes).
  • Especiarias anti-inflamatórias: cúrcuma, cravo, noz-moscada, gengibre, canela.

Esses alimentos lutam naturalmente contra a inflamação com uma variedade de nutrientes que são:

  • Baixo índice glicêmico (menos probabilidade de aumentar o nível de açúcar no sangue).
  • Rico em fibras.
  • Rico em gorduras ômega-3. 

LEIA TAMBÉM: 5 alimentos que inflamam e devem ser evitados

LEIA TAMBÉM: Sal: o inimigo de todos, principalmente se você tem Lipedema

Adicionar os alimentos abaixo à sua dieta também ajudará a combater a inflamação pós-treino e a restaurar a função celular:

Abacate

abacate-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Os abacates são uma grande fonte de gordura de qualidade, vitamina E, potássio e glutationa (um potente antioxidante).

Amêndoas

amendoas-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Esta poderosa noz é uma grande fonte de cálcio, magnésio, potássio, vitamina E, glutationa e gordura benéfica. As amêndoas promovem memória e atenção.

Chá verde

cha-verde-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Esta bebida é repleta de antioxidantes e ajuda a diminuir os danos às mitocôndrias. Esses motores em nossas células digerem nutrientes e criam moléculas ricas em energia para o nosso corpo usar.

Algas marinhas

algas-marinhas-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Os vegetais do mar são uma excelente fonte de minerais como selênio, magnésio e, às vezes, cálcio e iodo.

Brócolis

brocolis-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

É a melhor crucífera e um dos agentes desintoxicantes mais poderosos em supermercados. Todos os vegetais são benéficos, mas o brócolis se destaca. O sulforafano e a glutationa ajudam a proteger o cérebro da inflamação excessiva.

Dica: Asse os brócolis em uma assadeira ao invés de ferver ou refogar para obter um crocante delicioso. Regue com um óleo que você nunca experimentou antes, como óleo de noz, amêndoa ou abacate para um novo sabor.

É fácil começar a incluir esses alimentos na sua dieta, se você está lutando, tente:

  • Pegar um punhado de nozes ou castanhas em vez de uma barra de granola açucarada quando você deseja proteína.
  • Beber água de coco em vez de bebidas esportivas com sabor artificial.
  • Optar por leguminosas em vez de massas processadas.

5 dicas para escolher mais alimentos anti-inflamatórios

Priorize a proteína

proteinas-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Certifique-se de que está atendendo às suas necessidades totais de proteína e tenha como meta de 20 a 30 gramas de proteína dentro de uma hora após o exercício. Proteína adequada ajuda a criar células imunológicas e diminui o dano muscular induzido pelo exercício. Ótimas opções incluem ovos, leite, peixe, carne, frango e peru. Somente observe se o ovo e o leite inflamam você. Whey protein também é uma boa opção.

Escolha alimentos ricos em antioxidantes em cada refeição. 

alimentos-antioxidantes-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Pense em adicionar cor às suas refeições com uma variedade de frutas e vegetais. Vitaminas A, C e E são tipos de antioxidantes que você deseja incluir. Certifique-se de incluir esses alimentos de forma consistente: abacate, brócolis, frutas vermelhas, cenoura, frutas cítricas, alface com folhas verdes escuras, batata-doce e abóbora.

Aumente a ingestão de ácidos graxos ômega-3.

omega-3-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Essa gordura essencial é necessária para apoiar a saúde do cérebro e diminuir a inflamação. Escolha peixes ricos em ômega-3, como salmão, atum, sardinha e arenque de duas a três vezes por semana. Outras boas fontes incluem nozes, semente de linhaça moída e sementes de chia. Esses três são ótimos acréscimos à aveia, iogurte e saladas.

Vitamina D. 

vitamina-d-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

A vitamina D está envolvida em muitas funções importantes no corpo, uma das quais é regular a resposta inflamatória. É comum que os atletas sejam deficientes devido à falta de luz solar adequada e opções mínimas de alimentação. Boas fontes de vitamina D incluem peixes, gemas de ovo e laticínios fortificados, mas você também pode precisar de um suplemento. Converse com o seu médico sobre a dose recomendada.

Beba sucos de frutas e vegetais.

sucos-frutas-lipedema-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Foi demonstrado que o suco azedo da fruta reduz a dor muscular e mantém a força muscular após o exercício. O suco de beterraba é outra ótima opção após o exercício. A beterraba é rica em nitratos, que se convertem em óxido nítrico no corpo e aumenta o fluxo sanguíneo, o que ajudará a fornecer nutrientes aos músculos mais rapidamente. 

LEIA TAMBÉM: Qual o melhor tratamento para Lipedema?

LEIA TAMBÉM: As 10 perguntas mais frequentes sobre Lipedema

LEIA TAMBÉM: Uma grande vitória para todas as mulheres com Lipedema!

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.