Síndrome de Cockett
4.9 (97.78%) 9 votes

 

cockett-inchaco-perna-varizes-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-campinas
Assim que a suspeita clínica de Síndrome de Cockett é detectada, deve-se realizar um exame de angiotomografia com fase venosa ou angiorressonância, que irão confirmar a compressão da veia.

 

A Síndrome de Cockett ou Síndrome de May-Thurner consiste na compressão da veia ilíaca comum esquerda pela artéria ilíaca comum direita. Essa constrição faz com que haja uma dificuldade no retorno de sangue da perna esquerda para o coração, causando varizes e, em casos mais graves, trombose.

Visite o nosso Blog e fique por dentro das nossas novidades!

Segundo o cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas e em São Paulo, geralmente, as pessoas que possuem esta enfermidade apresentam varizes e inchaço somente na perna esquerda, e a maioria também apresenta varizes pélvicas. “Todo paciente com inchaço e/ou varizes somente no membro inferior esquerdo deve ser investigado para Síndrome de Cockett”, ressalta.

LEIA TAMBÉM: Por que as varizes vão além da questão estética?

LEIA TAMBÉM: O que você deve saber sobre inchaço nas pernas?

LEIA TAMBÉM: Trombose é a principal causa de morte dentro dos hospitais

Diagnóstico

Assim que a suspeita clínica de Síndrome de Cockett é detectada, deve-se realizar um exame de angiotomografia com fase venosa ou angiorressonância, que irão confirmar a compressão da veia.

Já o ultrassom doppler pode evidenciar refluxo da veia ilíaca interna esquerda, devido à sobrecarga da mesma. Contudo, este exame é pouco solicitado, pois caracteriza-se como examinador dependente, ou seja, se o profissional que realizá-lo não tiver conhecimento sobre a doença, não irá relatar a alteração.

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: O que esperar de uma consulta vascular?

LEIA TAMBÉM: Principais exames na cirurgia vascular

Tratamento

Muitas pessoas apresentam uma compressão normal da veia ilíaca esquerda pela artéria ilíaca direita. Dessa forma, como elas não apresentam sintomas compatíveis com a doença, não devem ser tratadas, mesmo que no laudo do exame seja relatada a compressão.

Por outro lado, as pessoas que apresentam sintomas podem ser tratadas com uma cirurgia endovascular, que é minimamente invasiva. “Através da virilha, introduzimos cateteres e guias que irão ultrapassar a área de compressão. Colocamos um stent que irá manter a veia aberta, restabelecendo o fluxo sanguíneo adequado, com melhora importante dos sintomas”, explica o Dr. Daniel Benitti. Este procedimento pode ser feito com anestesia local sem necessidade de pontos.

 

cockett-pre-e-pos-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-campinas
Pré e pós do tratamento da Síndrome de Cockett.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail: