Vasinhos
5 (100%) 1 vote

 

vasinhos-nas-pernas-tratamento-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sp-campinas
A escleroterapia, popularmente conhecida como aplicação ou secagem de vasinhos, consiste na injeção de uma substância química no interior dos vasos.

 

Uma em cada três mulheres e um em cada cinco homens têm vasinhos nas pernas.

As telangiectasias são dilatações de algumas veias que ficam sob a pele e que são muito pequenas para serem vistas quando não estão doentes. Quando elas dilatam, existe um acúmulo de sangue, causando o escurecimento das mesmas, que passam a serem visíveis a olho nu. Elas podem aparecer em vários formatos: pequenos vasinhos, aranhas vasculares ou aglomerados de veias que se assemelham a ramos de árvores ou mapas geográficos.

Segundo o cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas e em São Paulo, os vasinhos geralmente não são perigosos, mas podem causar dor, coceira e queimação, principalmente se a pessoa ficar longos períodos em pé.

LEIA TAMBÉM: Causas e tratamentos para os vasinhos

“A escleroterapia, popularmente conhecida como aplicação ou secagem de vasinhos, consiste na injeção de uma substância química no interior dos vasos com agulhas bem finas. Esse tratamento é uma excelente opção para casos iniciais e melhora muito a estética das pernas, além de ser pouco doloroso”, informa.

Apesar de alguns pacientes já apresentarem melhora na primeira sessão, geralmente são necessárias algumas aplicações para ter um bom resultado. Além disso, é imprescindível que o procedimento seja feito por um cirurgião vascular experiente e com precisão nas mãos. “As pessoas que tiveram uma má experiência no tratamento devem procurar outro cirurgião vascular, pois, quando bem feito, ele é efetivo”, afirma o Dr. Daniel Benitti.

Hoje também existe a opção de tratar os vasinhos com laser. Para isso, o aparelho utilizado dispara frequências de luz que danificam a parede do vaso, fazendo-o desaparecer. Neste caso não há necessidade de incisões ou agulhas.

LEIA TAMBÉM: Laser para varizes e vasinhos: tudo o que você sempre quis saber!

LEIA TAMBÉM: Quem pode ter varizes?

LEIA TAMBÉM: Varizes: muito além da estética, problemas reais de saúde

O Dr. Daniel Benitti ressalta que algumas pessoas possuem veias que nutrem os vasinhos e, nesses casos, sempre que identificadas, elas devem ser tratadas antes, pois são as responsáveis por manter os vasinhos com sangue e impedem o fechamento dos mesmos (esclerose). “Esta é a principal causa de muitos procedimentos não terem sucesso”, alerta.

Para realizar a escleroterapia não é necessário nenhum preparo especial, como jejum, repouso ou exames. É indicado apenas não utilizar cremes e hidratantes no dia da sessão, pois eles deixam a pele mais oleosa e dificultam a fixação dos curativos.

Em geral, cada sessão dura cerca de 20 minutos e não necessita de repouso e nem de uso de meias ou faixas elásticas após o tratamento. Recomenda-se somente não praticar atividade física no dia e não tomar sol por uma semana depois da aplicação para não correr o risco de manchar a pele.

Aproveite agora e prepare as suas pernas para o verão. Não deixe para a última hora!

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: Frio é o melhor momento para fazer check-up vascular

LEIA TAMBÉM: O que o angiologista e cirurgião vascular trata?

LEIA TAMBÉM: O que esperar de uma consulta vascular?

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail: