É mulher e tem estresse no trabalho? Conheça os riscos de sofrer um AVC

 

mulher-estresse-trabalho-saude-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sp-campinas
O estresse no trabalho contribui para o risco de derrame (AVC), especialmente nas mulheres. (imagem: Freepik)

 

Sempre relatamos que o estresse no trabalho pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares, particularmente pressão alta e enfermidades cardíacas. Porém, um recente estudo revelou que ele também contribui para o risco de derrame (AVC), especialmente nas mulheres.

Segundo o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas, a sociedade passa por uma epidemia de estresse. “As pessoas estão trabalhando sob muita pressão, alta carga horária, ambiente insalubre, metas quase impossíveis de serem atingidas e, com isso, estão adoecendo”, adverte.

“O estresse aumenta o risco de doenças cardiovasculares, como infarto e derrame, que são as principais causas de morte no mundo, e para piorar os efeitos são mais agressivos nas mulheres. Além disso, quando não mata, piora, e muito, o lipedema”, alerta.

LEIA TAMBÉM: Estresse e preocupações excessivas? Você pode estar com transtorno de ansiedade generalizada

LEIA TAMBÉM: Você sabia que ficar muito tempo em frente ao computador é um fator de risco para trombose?

LEIA TAMBÉM: Como controlar a TPM sem anticoncepcional?

O estudo

pesquisa-estresse-trabalho-doencas-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sp-campinas
Empregos com alta demanda e baixo controle aumentam em 22% o risco de AVC em comparação a empregos com baixa demanda e alto controle. (imagem: Freepik)

 

Foram avaliadas mais de 138 mil pessoas para analisar a associação entre trabalho estressante e risco de derrame. Para isso, consideraram-se duas dimensões de trabalho chamadas demanda psicológica, que representa a pressão sobre o profissional, carga mental e nível de responsabilidades, e controle do trabalho, que indica o domínio sobre as decisões.

Os pesquisadores descobriram que empregos com alta demanda e baixo controle, como auxiliar de enfermagem, gerência de setor e vendedores, por exemplo, estavam associados a um aumento de 22% no risco de acidente vascular cerebral (AVC) em comparação a empregos com baixa demanda e alto controle, como arquitetura, por exemplo.

Os trabalhos com alta demanda e alto controle, como ensino ou engenharia, ou aqueles com baixa demanda e baixo controle, como trabalho manual, não estavam associados a um aumento do risco de AVC.

O resultado que mais assusta é o de que as mulheres apresentam um maior risco de doenças, principalmente de acidente vascular cerebral isquêmico.

“Os dados apresentados aumentam a evidência de que o estresse é prejudicial à saúde e deve ser levado a sério, principalmente nas mulheres, que sofrem mais com os efeitos. Precisamos conversar mais sobre isso”, indica o Dr. Daniel Benitti.

Outro recente estudo que abordou a mortalidade entre os médicos revelou que as mulheres médicas vivem em média 20 anos a menos que as outras mulheres. “Isso precisa mudar urgentemente”, adverte.

Como minimizar o estresse no trabalho

calma-no-trabalho-sem-estresse-saude-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sp-campinas
Respire profundamente cinco vezes a cada hora, de preferência com os olhos fechados. (imagem: Freepik)

 

Confira abaixo algumas dicas que podem ajudar a diminuir o estresse no ambiente profissional:

  • Mantenha hábitos alimentares saudáveis;
  • Pratique atividade física;
  • Respire profundamente cinco vezes a cada hora (inspire durante 5 segundos, prenda o ar durante 5 segundos e expire o ar em 5 segundos), de preferência com os olhos fechados;
  • Levante-se a cada hora e tome 1 copo de água;
  • Faça uma coisa por vez.

LEIA TAMBÉM: Estudos mostram que a gratidão melhora a saúde

LEIA TAMBÉM: Dificuldade para dormir? Tente estas dicas antes de usar remédios tarja preta

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 99939-8847.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.