Como lidar com as emoções neste período de pandemia?

Como lidar com as emoções neste período de pandemia?
5 (100%) 6 votes

 

isolamento-social-emocoes-tristeza-covid-19-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas
A pandemia da Covid-19 está provocando sentimentos de luto, tristeza e decepções. (imagem freepik)

 

A pandemia da Covid-19 mudou a vida como a conhecemos. Ela modificou as rotinas diárias, limitou as interações sociais e abalou o senso de segurança. Mas, é importante saber que não há problema em ficar triste com tudo isso. O luto é uma resposta natural à perda, seja de um ente querido ou do seu sentimento de normalidade.

“Estamos experimentando muitas decepções agora, de maneiras pequenas e grandes, e o clima de luto está muito comum. É realmente importante que processemos isso e permaneçamos conectados a outras pessoas de maneiras seguras para superarmos este momento juntos. As pessoas ficam mais fortes e unidas quando superam obstáculos juntas”, ressalta o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas.

LEIA TAMBÉM: Coronavírus e as consequências do isolamento

LEIA TAMBÉM: O estresse pode fazer você engordar?

LEIA TAMBÉM: Você sempre acorda de madrugada no mesmo horário?

Como lidar com todos esses sentimentos difíceis e inesperados?

Não existe um caminho certo ou errado. Mas, separamos algumas sugestões que podem ajudar a encarar os eventos atuais.

Os estágios da dor ou da doença podem fornecer uma estrutura útil para navegar por essas emoções complexas. Os estágios da doença e dor são:

  • Negação
  • Raiva
  • Barganha
  • Depressão
  • Aceitação

Muitas vezes, as pessoas não avançam ordenadamente de um estágio para o outro nesta ordem exata.

O sofrimento pode vir em ondas e mudar regularmente.

Nossos sentimentos podem alterar diariamente, ou até a cada hora. Portanto, é normal deixar de sentir desespero um dia (quando isso vai acabar?) para se irritar no próximo (eu odeio ter que cancelar as férias que planejei há meses).

A primeira coisa que precisamos fazer é reconhecer que é normal ter essas ondas de emoções que acontecem constantemente!

Existem muitos tipos de perdas que estão acontecendo agora para você e para muitas outras pessoas. Talvez alguém que você conhece tenha ficado doente com a Covid-19. Talvez você tenha perdido o emprego. Talvez você esteja sentindo falta de simplesmente abraçar amigos e familiares.

Essas são coisas muito tristes e difíceis para conseguirmos gerenciar.

Se você se sentir sobrecarregada, ansiosa, impotente ou qualquer outra coisa, valorize o seu sentimento e tente classificá-lo.

É importante que aceitemos onde estão nossos sentimentos no momento e processemos através deles e depois passemos para uma posição mais positiva de aceitação.

“Este é um momento em que as pessoas precisam se tornar inovadoras e desenvolver o seu próprio senso individual de enfrentamento, que funciona para elas durante esse período”, indica o Dr. Daniel Benitti.

Alguns exemplos podem incluir:

Se chegar a um ponto em que alguém não possa lidar com esses sentimentos por conta própria, precisará procurar ajuda especializada. Não ache que isso é sinal de fraqueza. Em algum momento da vida, todos precisamos de ajuda.

LEIA TAMBÉM: Crises de pânico e ansiedade? Conheça as diferenças e como melhorar!

LEIA TAMBÉM: Está difícil ter uma boa noite de sono? Veja o que fazer.

Antecipar eventos negativos

Quando há tanta incerteza sobre o futuro, é fácil imaginar os piores cenários na sua cabeça. Eu conheço alguém com Covid-19? Quanto tempo teremos para permanecer socialmente distanciados? As coisas voltarão ao normal? Quando voltarão as aulas?

Antecipar eventos negativos pode trazer uma sensação de ansiedade ou medo.

Em vez de agonizar sobre coisas que você não pode saber ou controlar, esteja ciente do que você tem controle. Por exemplo, você pode escolher quantas notícias ou mídias sociais consome em um dia. Você pode decidir o que come. Esteja atenta a essas escolhas e concentre-se em permanecer no presente. Isso diminui a ansiedade e o medo!

Permita-se encontrar alegria e gratidão nas pequenas coisas, como um bate-papo por vídeo com os membros da família ou um chazinho no final do dia. Encontre maneiras de apreciar a oportunidade de se afastar da agitação da vida cotidiana e estar em casa. Isso tudo vai passar!

LEIA TAMBÉM: 7 dicas para manter a calma e enfrentar as dificuldades diárias

LEIA TAMBÉM: Você já ouviu falar em terapia florestal?

LEIA TAMBÉM: Uma nova Era para a medicina mente-corpo

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.