o-que-sao-enzimas-digestivas-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular

Enzimas digestivas: você já ouviu falar disso? Confira o que são e para que servem!

 

o-que-sao-enzimas-digestivas-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular
As enzimas digestivas ajudam o corpo a quebrar os carboidratos, gorduras e proteínas.

 

As enzimas digestivas são uma parte vital do sistema digestivo. Sem elas, o corpo não pode quebrar os alimentos para que os nutrientes possam ser totalmente absorvidos pelo intestino.

O seu corpo produz enzimas no sistema digestivo, incluindo boca, estômago e intestino delgado. A maior parte é o trabalho do pâncreas.

As enzimas digestivas ajudam o corpo a quebrar os carboidratos, gorduras e proteínas. Isso é necessário para permitir a absorção de nutrientes e manter uma saúde ótima. Ou seja, sem elas, os nutrientes da comida são desperdiçados.

A falta de enzimas digestivas pode levar a uma variedade de sintomas gastrointestinais. Também pode deixá-la desnutrida em situações mais graves, mesmo que tenha uma alimentação saudável.

Certas condições de saúde podem interferir na produção de enzimas digestivas. Quando esse for o caso, você pode adicionar enzimas digestivas antes das refeições para ajudar o corpo a processar os alimentos de forma eficaz.

Quando a falta de enzimas digestivas leva à má digestão e à desnutrição, isso é chamado de insuficiência pancreática exócrina (IPE). Quando isso acontece, a reposição de enzimas digestivas pode ser uma opção.

Algumas enzimas digestivas exigem receita médica e outras são vendidas sem receita.

“As enzimas digestivas ocupam o lugar das enzimas naturais, ajudando a quebrar os carboidratos, gorduras e proteínas. Depois que os alimentos são decompostos, os nutrientes são absorvidos pelo corpo através da parede do intestino delgado e distribuídos pela corrente sanguínea. Porque eles se destinam a imitar suas enzimas naturais, eles devem ser tomados antes de você comer. Dessa forma, eles podem fazer seu trabalho quando a comida atinge o estômago e o intestino delgado. Se você tomar longe das refeições, eles não serão de muita utilidade” indica o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo, Campinas e a distância.

LEIA TAMBÉM: Intestino saudável, coração saudável?

Principais tipos de enzimas

Amilase: decompõe carboidratos, ou amidos, em moléculas de açúcar. Amilase insuficiente pode causar diarreia.

Lipase: atua com a bile do fígado para quebrar as gorduras. Se você não tem lipase suficiente, você terá falta de vitaminas solúveis em gordura, como A, D, E e K.

Protease: decompõe as proteínas em aminoácidos. Também ajuda a manter bactérias, leveduras e protozoários fora do intestino. A falta de protease pode causar alergias ou toxicidade nos intestinos.

Os medicamentos e suplementos enzimáticos vêm em muitas formas, com ingredientes e dosagens variados.

A dosagem muda de pessoa para pessoa com base no peso e nos hábitos alimentares. O ideal é começar com a dose mais baixa possível e fazer os ajustes necessários.

Quem precisa de enzimas digestivas?

Você pode precisar de enzimas digestivas se tiver insuficiência pancreática. Algumas das condições que podem deixá-la com falta de enzimas digestivas são:

  • Pancreatite crônica
  • Cistos pancreáticos ou tumores benignos
  • Bloqueio ou estreitamento do ducto pancreático ou biliar
  • Câncer de pâncreas
  • Cirurgia pancreática
  • Fibrose cística
  • Diabetes

Se você tiver insuficiência pancreática, a digestão pode ser lenta e desconfortável, além de deixá-la desnutrida.

 Os sintomas podem incluir:

sintomas-enzimas-digestivas-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular

  • Inchaço
  • Gás excessivo
  • Cólicas após as refeições
  • Diarreia
  • Fezes amarelas e gordurosas que flutuam
  • Fezes mal cheirosas
  • Perda de peso, mesmo se você estiver comendo bem

Mesmo se você não tiver insuficiência pancreática, você pode ter problemas com certos alimentos. A intolerância à lactose é um bom exemplo disso. Um suplemento de lactase pode ajudar a digerir alimentos que contenham lactose. Ou se tiver problemas para digerir feijão, você pode se beneficiar de um suplemento de alfa-galactosidase.

O efeito colateral mais comum das enzimas digestivas é a constipação. Outros podem incluir:

  • Náusea
  • Cólicas abdominais
  • Diarréia

Se você tiver sinais de uma reação alérgica, entre em contato com o seu médico imediatamente.

O ambiente no sistema digestivo requer um equilíbrio delicado. As enzimas podem não funcionar bem se o ambiente no seu intestino delgado for muito ácido, por exemplo. Outro problema pode ser que você não está tomando a dose ou proporção certa de enzimas.

Certos medicamentos podem interferir com as enzimas digestivas, por isso é importante informar o seu médico sobre quaisquer medicamentos e suplementos que você esteja tomando atualmente.

Se você estiver tomando enzimas e tiver problemas, consulte o seu médico.

LEIA TAMBÉM: 7 sinais do corpo de que você não está se alimentando corretamente

Fontes naturais de enzimas

Certos alimentos contêm enzimas digestivas, incluindo:

fontes-naturais-de-enzimas-digestivas-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular

  • Abacate
  • Banana (verde)
  • Gengibre
  • Mel
  • Kefir
  • Kiwi
  • Manga
  • Mamão
  • Abacaxi
  • Chucrute

Suplementar a sua dieta com alguns desses alimentos é uma excelente maneira de ajudar na digestão.

As enzimas digestivas são essenciais para a nutrição e uma boa saúde geral. Elas ajudam o seu corpo a absorver os nutrientes dos alimentos que você ingere. Sem elas, certos alimentos podem causar sintomas desconfortáveis, intolerâncias alimentares ou deficiências nutricionais.

Certos distúrbios gastrointestinais podem levar à falta de enzimas, mas a terapia de reposição enzimática pode ser uma opção eficaz.

Converse com o seu médico sobre os seus sintomas gastrointestinais, causas potenciais e se a reposição enzimática é uma boa escolha para você.

LEIA TAMBÉM: 6 dicas para melhorar naturalmente o trato digestivo

LEIA TAMBÉM: 7 alimentos que você deveria comer diariamente

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.