exame-Bioimpedância-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Bioimpedância: para que serve este exame prático e barato?

Bioimpedância: para que serve este exame prático e barato?
5 (100%) 3 votes

 

exame-Bioimpedância-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas
A bioimpedância avalia a densidade corporal, incluindo peso, porcentagem de gordura, de hidratação, de ossos e de músculos em cada parte do corpo. (imagem egeoobesidade)

 

A bioimpedância ou bioimpedanciometria é um exame não invasivo que avalia a densidade corporal da pessoa por meio de uma corrente elétrica de baixa amplitude e alta frequência (50 kHz), em corrente alternada. Além de calcular o peso, ele também informa a porcentagem de gordura, de hidratação, de ossos e de músculos em cada segmento do corpo. O exame é indicado para ambos os sexos e todas as idades.

“A bioimpedância auxilia no tratamento dos pacientes de forma mais adequada e personalizada. Uma pessoa com gordura visceral alta tem um risco maior de doenças cardiovasculares e as mulheres com lipedema tem uma porcentagem de gordura maior nas pernas, por exemplo. Mais importante do que saber o peso absoluto é conhecer a porcentagem de gordura, de massa muscular, de água no corpo e a taxa metabólica basal. Somente com esses parâmetros é possível avaliar a real condição da pessoa a fim de estabelecer um tratamento adequado às suas necessidades”, informa o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas

LEIA TAMBÉM: Como fazer o diagnóstico de Lipedema?

LEIA TAMBÉM: Cerca de 11 milhões de brasileiras têm Lipedema, mas a maioria não sabe!

Em média, 60% do peso de um adulto é referente à quantidade de água no organismo. Quando se inicia uma dieta, grande parte do peso corporal que se perde, inicialmente, é de água que estava retida e foi eliminada em decorrência da reeducação alimentar.

Quando uma pessoa inicia a prática de atividade física, após algumas semanas de treino, o peso irá aumentar. Com isso, naturalmente, ela vai pensar que esse resultado não é bom e que a frequência e intensidade do treino não estão adequadas. No entanto, esse aumento no peso indicado pela balança convencional pode ser fruto de ganho de massa muscular e não de gordura, o que só pode ser confirmado pelo uso de um exame de bioimpedância.

A bioimpedância é um exame não invasivo que avalia com maior precisão a composição corporal. Durante o procedimento são avaliados: 

  • Massa Gorda (% de Gordura e Gordura Corporal em Kg); 
  • Massa Magra (Músculos, Ossos e Vísceras); 
  • Água Corporal Total (Litros e % de Água no corpo); 
  • Monitoramento do ganho ou perda de massa gordurosa; 
  • Monitoramento do ganho ou perda de massa magra;. 
  • Níveis de hidratação;
  • Taxa de metabolismo basal. 

O exame é muito bom para pré e pós operatório de cirurgia bariátrica e acompanhamento de tratamento clínico das pacientes com Lipedema.

LEIA TAMBÉM: Qual o melhor tratamento para Lipedema?

Para realizar o exame é necessário: 

  • Não ter feito atividade física ou frequentado sauna até 8 horas antes do 
  • exame;
  • Não consumir bebidas alcoólicas até 12 horas antes do exame;. 
  • Evitar refeições copiosas até 4 horas antes do exame;
  • Não usar peças de metal (brincos, colares, anéis, relógio, pulseiras, etc.) 

A bioimpedância é contraindicada para portadores de marca-passo e não recomendada para gestantes.

Por ser um exame não invasivo, de baixo custo e à portabilidade dos sistemas de análise de bioimpedância, vários pesquisadores estão realizando estudos sobre a análise de bioimpedância e suas aplicações na estimativa da composição corporal, avaliação de condições clínicas e seguimento de tratamento.

A análise de bioimpedância é mais precisa para determinar a massa magra ou gorda nas pessoas. Oferecendo resultados mais fidedignos quando comparada com o IMC, os métodos antropométricos e de dobras cutâneas.

A bioimpedância também permite avaliar a idade metabólica da pessoa.

“O envelhecimento é definido como uma mudança multifatorial nas atividades físicas e biológicas do corpo humano que leva a diferenças na composição corporal entre as faixas etárias. Quando o corpo envelhece, leva a um aumento gradual da massa gorda e a uma diminuição espontânea da massa magra. A proporção massa livre de gordura para massa gorda aumenta gradualmente em resposta ao aumento da idade. A idade metabólica é mais fidedigna que a idade cronológica, pois é variável conforme a composição corporal da pessoa e seu metabolismo basal”, esclarece o Dr. Daniel Benitti.

As ferramentas de avaliação da composição corporal são importantes para a mensuração quantitativa das características dos tecidos ao longo do tempo, além da relatividade direta entre flutuações nas equivalências da composição corporal e na taxa de sobrevivência, condição clínica, doença e qualidade de vida. A análise de bioimpedância é um método crescente para a estimativa de compartimentos corporais (como, gordura visceral e volume dos membro), medicina esportiva e avaliação da taxa de hidratação, massa gorda e massa livre de gordura entre populações saudáveis e doentes.

LEIA TAMBÉM: Por que é mais difícil para as mulheres perderem peso?

LEIA TAMBÉM: O que acontece com a gordura quando você emagrece?

LEIA TAMBÉM: Principais exames na cirurgia vascular

LEIA TAMBÉM: Fotopletismografia: exame fundamental para descobrir a causa de inchaço e dores nas pernas

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.