homem-depressao-sinais-tratamento-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Homens também têm depressão e devemos falar sobre isso!

Homens também têm depressão e devemos falar sobre isso!
5 (100%) 5 votes

 

homem-depressao-sinais-tratamento-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

 

As mulheres são duas vezes mais propensas a desenvolver depressão do que os homens. De 10 a 25% delas irão apresentar um episódio de depressão maior em algum momento da vida. No entanto, é importante lembrar que os homens também têm depressão, porém os sintomas são diferentes. Tristeza profunda, episódios de choro e pensamentos ruins, por exemplo, são sintomas frequentes de mulheres com depressão, mas não são comuns em homens.

“Quando os homens estão deprimidos, eles são menos propensos a expressar tristeza e mais propensos a expressar raiva, irritabilidade e agressividade. Além disso, é comum a queixa de baixa energia, dificuldade de concentração e perda de interesse nas atividades que costumavam gostar”, explica o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas.

Sinais

Outros sinais de depressão nos homens podem incluir:

  • Impulsividade;
  • Apatia;
  • Baixa autoestima;
  • Culpar os outros (as mulheres deprimidas frequentemente se culpam);
  • Isolamento;
  • Aumento do foco no trabalho;
  • Necessidade de se sentir no controle;
  • Abuso de álcool ou outras substâncias;
  • Comportamento sexual de risco.

Todos esses sinais podem ser uma tentativa de disfarçar a tristeza.

Depressão

A depressão não é apenas um problema emocional e frequentemente também causa efeitos físicos.

Nas mulheres, a depressão pode se apresentar como ataques de pânico ou problemas alimentares. 

Os homens, contudo, são mais propensos a reclamar de dores de cabeça, problemas digestivos, dores no corpo e distúrbios do sono. Além disso, eles também podem ter diminuição do desejo sexual e dificuldade para manter a ereção – o que agrava ainda mais o quadro depressivo.

LEIA TAMBÉM: Qual a relação entre a carnitina e a depressão?

LEIA TAMBÉM: Como transformar um dia ruim em um dia bom

Tratamento

“O maior problema do homem com depressão é que ele dificilmente procura ajuda médica e isso é fundamental para o tratamento, pois muitas vezes é necessário realizar terapia medicamentosa e psicoterapia”, alerta o Dr. Daniel Benitti.

Dessa forma, eles podem precisar de incentivo da família ou amigos que notaram mudanças na capacidade de trabalhar, interagir com os outros ou na vida cotidiana.

Se você acha que um homem que você conhece está deprimido, veja como ajudar:

  • Reconheça a depressão. Diga a ele que você notou uma mudança, mas não use as palavras “deprimido” ou “depressão”;
  • Ofereça apoio. Lembre-o de que tudo bem pedir ajuda. Seja paciente e encorajadora. Seja uma boa ouvinte quando ele quiser conversar;
  • Estimule uma vida saudável e o autocuidado. O exercício regular e a alimentação saudável fazem parte do tratamento da depressão. Incentive a atividade social, mas monitore o uso de álcool, drogas, nicotina e cafeína. Desencoraje o uso deles;

LEIA TAMBÉM: Atividade física protege o coração e diminui o risco de depressão

LEIA TAMBÉM: Atividade física te deixa mais feliz que dinheiro e antidepressivos

  • Concentre-se em objetivos diários menores e possíveis. Concluí-los pode ser um impulso e manter-se envolvido é bom para a saúde mental;
  • Conte com a ajuda de um médico. Ofereça-se para agendar uma consulta e ir com ele. Ele pode estar mais aberto a ver o médico regular sobre fadiga, perda de apetite ou outros sinais físicos da depressão;
  • Fique alerta sobre suicídio. Homens com depressão são mais propensos a morrerem por suicídio do que as mulheres, embora elas tenham maior probabilidade de tentar isso. Se ele fala frequentemente sobre a morte ou querendo morrer, entre em contato com seu médico ou terapeuta.

Importante!

Lembre-se de que a cura da depressão pode levar tempo, às vezes mais do que o esperado. Com o tratamento certo, a maioria dos homens se sentirá melhor e irá recuperar a capacidade de trabalhar, dormir, comer e viver normalmente.

LEIA TAMBÉM: Por que ter um médico de confiança?

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: O que o angiologista e cirurgião vascular trata?

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.