Médicos rudes com pacientes apresentam maior taxa de complicações cirúrgicas

Médicos rudes com pacientes apresentam maior taxa de complicações cirúrgicas
5 (100%) 2 votes

 

pesquisa-tratamento-medico-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular
Além de o comportamento rude do cirurgião afetar o paciente, o destrato com a equipe do centro-cirúrgico acaba gerando mal estar, distração e desânimo no ambiente de trabalho. (imagem: University os florida news)

 

Um recente estudo de uma revista internacionalmente respeitada, a JAMA, realizado com mais de 32.000 pacientes e cerca de 800 cirurgiões, identificou que os profissionais que apresentam maiores taxas de complicações cirúrgicas são aqueles que possuem mais reclamações comportamentais de pacientes e funcionários hospitalares. Segundo os dados, essas taxas chegam a 14% se comparadas aos cirurgiões sem queixas.

“Esta é uma diferença muito grande e não pode ser ignorada. Além de não ser correto tratar mal as pessoas, isso afeta, comprovadamente, o resultado de uma cirurgia”, afirma o cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas e em São Paulo.

LEIA TAMBÉM: O que esperar de uma consulta vascular?

LEIA TAMBÉM: O que o angiologista e cirurgião vascular trata?

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: Principais exames na cirurgia vascular

Com os resultados obtidos no estudo, os hospitais poderão melhorar a qualidade do atendimento da instituição e do corpo clínico, respeitando os princípios básicos da educação.

“Também precisamos ressaltar que é de extrema importância encorajar as pessoas a notificarem quando são mal tratadas ou mesmo quando se deparam com cenas de desrespeito dentro de hospitais e consultórios médicos. Afinal, muitas vezes, quando alguém recebe uma reclamação, ela muda o seu comportamento”, alerta o Dr. Daniel Benitti.

Além de o comportamento rude do cirurgião afetar o paciente de diversas maneiras, o destrato com a equipe do centro-cirúrgico acaba gerando mal estar, distração e desânimo no ambiente de trabalho, o que, por si só, pode aumentar as chances de complicações.

Ademais, o oposto também é válido: um médico que trata bem e respeita os outros, gera um ambiente mais saudável, diminuindo as possibilidades de problemas.

LEIA TAMBÉM: Estudo revela que a cirurgia para trombose não deve ser feita de forma rotineira

LEIA TAMBÉM: Consu nº 8: médicos não credenciados podem atender pacientes de planos e solicitar exames pela operadora

LEIA TAMBÉM: Reembolso médico: como usar em consultas, exames e cirurgias

“E você? Já reparou se o seu médico trata bem as pessoas? Saiba que isso pode refletir no resultado final do seu tratamento. Por isso, divulgue essa informação. Ela pode ajudar na saúde de outras pessoas!”, indica o Dr. Daniel Benitti.

“Não tente ser uma pessoa de sucesso. Em vez disso, seja uma pessoa de valor” – Albert Einstein.

O Dr. Daniel Benitti é 5 estrelas na avaliação dos pacientes!

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.