O que causa inchaço nas pernas?

 

O inchaço das pernas pode ter diferentes causas. Nas pessoas mais novas, ele está relacionado, principalmente, a problemas de circulação, como as varizes, uso de medicação, como os anticoncepcionais, gravidez e posição no trabalho. “Por algum motivo quem utiliza computador normalmente fica com as pernas para trás e essa posição comprime as veias que ficam atrás dos joelhos, sendo uma causa comum de inchaço”, indica o cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas e São Paulo.

LEIA TAMBÉM: Varizes na gravidez

LEIA TAMBÉM: Secagem de vasinhos

LEIA TAMBÉM: Laser varizes

pernas-inchadas-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-campinas
O inchaço das pernas pode estar relacionado a problemas de circulação, uso de medicação, gravidez, posição no trabalho, sobrepeso e sedentarismo.

Além disso, as pessoas que ficam longos períodos em pé ou com as pernas cruzadas também apresentam uma dificuldade a mais para o retorno do sangue para o coração. Desta forma, é importante se movimentar pelo menos uma vez a cada hora e realizar atividades físicas para um bom condicionamento da musculatura das pernas. Afinal, o sedentarismo e o sobrepeso também são causas de inchaço nas pernas.

LEIA TAMBÉM: Pés podem dar sinais de obstrução nas artérias

Já as pessoas mais idosas apresentam causas mais graves para essa alteração nos membros inferiores. Dentre elas estão: insuficiência do coração ou do rim, uso contínuo de medicamentos, principalmente para pressão, mau funcionamento da tireoide e trombose (patologia pouco investigada e principal causa de morte intra hospitalar, matando mais que o câncer de mama, próstata e pulmão juntos).

LEIA TAMBÉM: Sistema circulatório: riscos e cuidados após os 60 anos

LEIA TAMBÉM: Cuidado! Muitas doenças vasculares são silenciosas

“Infelizmente, hoje em dia também estamos vendo um crescimento no número de pacientes jovens com trombose pelo uso de anticoncepcionais e pelo aumento de casos de câncer”, lamenta Dr. Daniel Benitti.

Ficar com as pernas elevadas e manter-se em repouso ajudam a melhorar o inchaço. Contudo, o ideal é sempre investigar a causa junto a um cirurgião vascular e realizar o tratamento mais indicado.

“Eu sempre digo que o principal exame a realizar é o físico. Quando o paciente é examinado, as principais hipóteses diagnósticas são levantadas e muitas vezes outro tipo de exame não é necessário”, afirma Dr. Daniel Benitti.

Caso contrário, o exame mais utilizado é o ultrassom doppler, que possibilita a visualização do sistema superficial e profundo das pernas (excelente, inclusive, para o diagnóstico da trombose). Além disso, ele é muito simples e não invasivo, podendo ser feito no consultório do próprio cirurgião vascular.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.