O que é Trombose Venosa Profunda?

 

trombose-venosa-profunda-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-campinas
Os trombos formados nas veias da coxa e da bacia são mais perigosos do que os formados nas veias abaixo do joelho, pois eles podem se descolar da parede da veia e seguir o fluxo da corrente sanguínea, chegando até os pulmões. (imagem wikipedia)

 

Trombose venosa profunda é um coágulo de sangue que se forma em veias profundas do corpo, sendo a maioria deles nas pernas e no quadril. No entanto, eles podem ocorrer em outras partes do corpo.

Os trombos formados nas veias da coxa e da bacia são mais perigosos do que os formados nas veias abaixo do joelho, pois eles podem se descolar da parede da veia e seguir o fluxo da corrente sanguínea, chegando até os pulmões. Essa situação é chamada de embolia pulmonar – uma condição de enfermidade muito grave, que pode acarretar na morte do paciente.

Os coágulos também podem ocorrer em veias superficiais, próximas à pele. Esses casos são chamados de trombose venosa superficial ou flebite. A probabilidade de um coágulo nestas veias chegar ao pulmão é praticamente nula.

LEIA TAMBÉM: O que causa inchaço nas pernas?

LEIA TAMBÉM: Cuidado ao usar pílulas anticoncepcionais por mais de 3 anos

Quais são os sintomas de uma trombose venosa profunda e tromboembolismo pulmonar?

Apenas metade dos pacientes com trombose venosa profunda apresentam sintomas. Por isso, quando houver um deles, o sinal de alerta deve ser ligado.

Os sintomas podem ser:

Trombose venosa profunda

  1. Edema/inchaço da perna;
  2. Dor na perna, que pode aparecer somente se estiver em pé ou andando;
  3. Aumento da temperatura na perna;
  4. Vermelhidão ou palidez da perna em casos mais graves.

Embolia Pulmonar

  1. Dor no peito acompanhada de falta de ar;
  2. Respiração superficial.

Infelizmente, algumas pessoas só descobrem ter trombose venosa profunda quando o coágulo já saiu da perna e foi para o pulmão (embolia pulmonar). Por isso, é muito importante procurar um médico, de preferência um cirurgião vascular, imediatamente, assim que apresentar qualquer sintomatologia nas pernas.

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: Cuidado! Muitas doenças vasculares são silenciosas

Como é feito o diagnóstico da trombose?

O médico irá realizar uma anamnese (coleta de informações) e um exame físico detalhado, que, por sua vez, apresenta uma sensibilidade de apenas 50% na detecção de trombose venosa profunda. Dessa forma, sempre que existir a suspeita, deve ser realizado um exame de imagem, normalmente via ultrassom doppler venoso, para obter uma maior exatidão no diagnóstico.

Como o tratamento da trombose é realizado?

Anticoagulantes

Hoje temos diversos remédios que são utilizados para tratar/prevenir a trombose venosa profunda.

Os anticoagulantes são os remédios mais usados. Também conhecidos como “afinadores de sangue”, eles não quebram o coágulo, mas impedem o seu crescimento e, com isso, o próprio organismo reabsorve o trombo, recanalizando a veia. Eles podem ser utilizados sob a forma injetável (endovenosa e subcutânea) ou via oral.

É preciso lembrar que o tratamento deve seguir um controle rigoroso e o médico deve ser avisado sobre qualquer possibilidade de gravidez.

Tratamento Endovascular (Trombólise)

Quando as tromboses são extensas e graves e o paciente é jovem, elas podem ser tratadas com trombólise do trombo. Contudo, nesse caso, deve-se tomar cuidado com o risco de sangramento.

Este tipo de tratamento consiste em um procedimento endovascular que pode ser realizado até 14 dias após a trombose, mas quanto mais precoce, melhores são os resultados.

Assista ao vídeo sobre Tromólise

A principal vantagem da trombólise é melhorar os sintomas, como edema e cansaço nas pernas, por exemplo, e a qualidade de vida.

Filtro Veia Cava

Se o paciente apresentar qualquer contraindicação ao uso de anticoagulantes ou embolia pulmonar, deve-se realizar a passagem de um filtro na veia cava. Neste caso, ele impede com que trombos originados nas pernas migrem para os pulmões, mas não evita a progressão da trombose.

filtro-veia-cava-cirurgiao-vascular-campinas-dr-daniel-benitti
Ilustração do filtro de veia cava.

 

Cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas, à Rua José Paulino, 2233 – Vila Itapura, e em São Paulo, à Rua Oscar Freire, 2250 – T9/T10.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.