O que você deve saber sobre inchaço nas pernas

 

inchaco-nas-pernas-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular
Infelizmente, muitas pessoas com inchaço nas pernas são tratadas com diuréticos. No entanto, na maioria das vezes este não é o melhor remédio, pois ele não cura a principal causa do inchaço. (imagem: wisegeekhealth)

 

Com o verão a todo vapor e as altas temperaturas, muitas pessoas sofrem com inchaço nas pernas. No entanto, o calor não é o único vilão. Essa condição pode ser causada por diversos fatores e doenças. Por isso, é fundamental procurar um médico de confiança para investigar e determinar a causa real desse sintoma. Afinal, pernas inchadas não são normais.

Segundo o cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas e em São Paulo, sempre que uma pessoa apresenta inchaço nos membros inferiores, algumas perguntas sobre o histórico médico são cruciais, como:

  • Tem problema no coração, rim, fígado ou tireoide?
  • Já investigou algum desses órgãos?
  • Toma alguma medicação?
  • O inchaço é em uma ou nas duas pernas?
  • O inchaço é doloroso?
  • Começa nos dedos ou no tornozelo?
  • Piora durante o dia?
  • Teve febre?
  • Está tendo câimbras?
  • Qual o seu trabalho?

“Essas simples questões acompanhadas de um exame físico bem feito fazem o diagnóstico em mais de 90% dos pacientes e já permitem o início do tratamento”, indica Dr. Daniel Benitti. Portanto, busque sempre se consultar com um cirurgião vascular que se mantém atualizado para que o diagnóstico seja correto.

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: O que o angiologista e cirurgião vascular trata?

LEIA TAMBÉM: O que esperar de uma consulta vascular?

Como tratar?

Infelizmente, muitas pessoas com inchaço nas pernas são tratadas com diuréticos. No entanto, na maioria das vezes este não é o melhor remédio, pois ele não cura a principal causa do inchaço.

Por outro lado, algumas alterações no dia a dia auxiliam o tratamento, como:

  • Fazer atividade física que contraia a panturrilha.
  • Manter-se no peso ideal.
  • Controlar a ingestão de sal (lembrando que alimentos congelados e embutidos possuem muito sódio).

LEIA TAMBÉM: O que causa inchaço nas pernas?

LEIA TAMBÉM: Pés podem dar sinais de obstrução nas artérias

LEIA TAMBÉM: Cuidado! Muitas doenças vasculares são silenciosas

LEIA TAMBÉM: Dicas para evitar o inchaço na gravidez

“Hoje, tenho muitas pacientes com lipedema e linfedema que demoraram muito para encontrar um médico que realmente entenda destas patologias. Inclusive, algumas quase desistiram de se tratar. Entretanto, estão muito felizes com os resultados do tratamento que estamos fazendo”, exemplifica Dr. Daniel Benitti.

É importante ressaltar que toda doença é mais facilmente tratada no início de sua evolução. Por isso, se você apresenta inchaço nas pernas ou conhece alguém que tenha, compartilhe essa matéria e ajude as pessoas a encontrarem o tratamento correto!

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.