alcool-emagrecimento-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular

Será que o álcool está sabotando o seu emagrecimento?

 

O álcool e o processo de emagrecimento e perda de peso.
O consumo excessivo de álcool em qualquer idade pode gerar problemas de saúde no futuro.

 

Ganhar peso é muito fácil, mas perder é um desafio para qualquer pessoa. O consumo de álcool durante a pandemia aumentou consideravelmente, mas será que isso influencia em alguma coisa na perda de peso?

O álcool é uma fonte de calorias vazias, portanto, se você está tentando perder peso, tendo ou não Lipedema, é importante avaliar o seu consumo de álcool, pois, dependendo do que bebemos, a quantidade de calorias pode ser excessiva.

Além disso, o álcool também prejudica o nosso julgamento. Isso significa que podemos planejar comer as coisas mais saudáveis e seguir uma alimentação balanceada, mas depois de ingerir álcool, tudo pode ser perdido e consumimos frituras, sobremesas e esquecer da alimentação saudável, arruinando a mudança do estilo de vida e sabotando o processo de emagrecimento.

“Muitas vezes, as bebidas são uma grande fonte de calorias vazias, seja refrigerante, suco, chá doce, cerveja ou coquetéis. Qualquer uma dessas coisas adiciona calorias, mas na verdade sem nutrição e sem a sensação de saciedade. Isso aumenta o consumo global que irá se transformar em aumento de depósito de gordura no corpo. O consumo excessivo de álcool em qualquer idade pode gerar também outros problemas de saúde no futuro”, alerta o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular médico especialista em Lipedema, que atende em São Paulo, Campinas e a distância.

Estudo sobre consumo de álcool e obesidade

O álcool ajuda a pessoa ficar obesa.

Um estudo recente analisou a relação do consumo de álcool com a obesidade. Os pesquisadores examinaram os resultados de homens e mulheres adultos que participaram de uma pesquisa nacional de nutrição. Eles compararam os dados sobre o uso de álcool dos participantes no último ano, seu status de peso atual e se eles estavam tentando perder peso.

Tanto para homens quanto para mulheres, os indivíduos que bebem com mais frequência, na verdade, apresentam taxas mais baixas de obesidade no estágio III. No entanto, os resultados mostraram que, para as mulheres, beber mais ou beber em excesso estava associado a um risco aumentado de obesidade.

As mulheres que apresentavam consumo excessivo de álcool não só tinham maior probabilidade de serem obesas, mas também tinham maior probabilidade de tentar perder peso sem sucesso.

O resultado do estudo chama a atenção devido ao impacto negativo do álcool nas mulheres quando elas tentam realizar a perda de peso, sendo que o mesmo não foi identificado nos homens.

Todos sabemos que o consumo de álcool deve ser controlado, mas é sempre bom lembrarmos isso, principalmente neste período em que estamos tendo um aumento do consumo, com diminuição da atividade física global e ganho de peso quase que universal.

LEIA TAMBÉM: O que você come tem um impacto enorme na sua saúde, principalmente se você tem Lipedema.

LEIA TAMBÉM: 4 opções para comer à noite e não estragar a dieta

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.