Você já ouviu falar em terapia florestal? Conhece os benefícios para a saúde e o bem-estar?

Você já ouviu falar em terapia florestal? Conhece os benefícios para a saúde e o bem-estar?
5 (100%) 7 votes

 

terapia-florestal-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas
As árvores emitem óleos essenciais voláteis que podem influenciar a imunidade. (imagem uol)

 

A beleza do ar livre naturalmente incentiva as pessoas a saírem, inalarem ar fresco, ouvirem os pássaros, passearem ou assistirem o vento animar os galhos das árvores vizinhas.

A atração pelo mundo natural está presente mesmo em tempos normais. Agora, como estamos confinados em ambientes fechados pela pandemia de coronavírus, muitas vezes passando horas na frente de telas inanimadas, o desejo de ficar fora é cada vez mais agudo.

Uma maneira de satisfazer esses desejos e melhorar a saúde e o bem-estar é a terapia florestal, uma prática que cresce em popularidade em todo o mundo.

LEIA TAMBÉM: Uma nova era da medicina mente-corpo

LEIA TAMBÉM: Saiba como fazer a respiração diafragmática que melhora a ansiedade

LEIA TAMBÉM: 7 dicas para manter a calma e enfrentar as dificuldades diárias

Terapia Florestal

“Inspirada na prática japonesa de shinrin-yoku, ou ‘banho na floresta’, a terapia florestal é uma prática de cura ao ar livre. Ao contrário de uma caminhada com o objetivo de identificar árvores ou pássaros, a terapia florestal consiste em caminhar em um ritmo deliberadamente lento e experimentar os prazeres da natureza através de todos os seus sentidos. Incentiva as pessoas a estarem presentes no corpo, desfrutando da sensação de estarem vivas e obter benefícios profundos do relacionamento entre nós e o resto do mundo natural”, explica o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas.

Shinrin-yoku começou no Japão na década de 1980 em resposta a uma crise nacional de saúde. Líderes do país notaram um aumento nas doenças relacionadas ao estresse, atribuídas às pessoas que passam mais tempo trabalhando em tecnologia e outros ofícios industriais. Trilhas certificadas foram criadas para orientar as pessoas em experiências ao ar livre. Décadas de pesquisa mostram que o banho na floresta pode ajudar a reduzir o estresse, melhorar a atenção, aumentar a imunidade e melhorar o humor.

Temos estudos muito interessantes sobre estes efeitos ( estudo1, estudo2).

Como a terapia florestal afeta o corpo?

O estresse aumenta os níveis do hormônio cortisol. Estresse a longo prazo e elevações crônicas no cortisol desempenham um papel na pressão alta, doenças cardiovasculares, dores de cabeça e muitas outras doenças.

Em um estudo, os níveis de cortisol diminuíram após uma caminhada na floresta, em comparação às pessoas que caminharam em laboratório.

As árvores emitem óleos essenciais voláteis chamados fitoncidas que têm propriedades antimicrobianas e podem influenciar a imunidade.

Um estudo japonês mostrou um aumento no número e na atividade de células imunes chamadas células assassinas naturais, que combatem vírus e câncer, entre pessoas que passaram três dias e duas noites em uma floresta versus pessoas que fizeram uma viagem urbana. Esse benefício durou mais de um mês após a viagem à floresta!

Mas, não se preocupe se você não tiver três dias para ficar na floresta!

Um estudo recente realizado no Reino Unido com quase 20 mil pessoas mostrou que ficar pelo menos 120 minutos por semana na natureza melhora a saúde e o bem-estar. Não importa se esse tempo representa uma viagem longa ou várias visitas curtas à natureza. Assim, mesmo que honremos o distanciamento físico, podemos sair por 20 minutos todos os dias e melhorar o nosso bem-estar.

Algumas pesquisas sugerem que a exposição a óleos naturais de árvores ajuda a aliviar a depressão, reduzir a pressão arterial e diminuir a ansiedade. Estudos em animais sugerem que estes óleos podem ajudar a amenizar a inflamação, proteger contra infecções, diminuir a ansiedade e até melhorar a qualidade do sono.

“Mesmo as pessoas dentro de um hospital podem se beneficiar da visualização da natureza. Um estudo da década de 80 comparou pessoas que se recuperaram de uma cirurgia em uma sala com janela para uma vista natural ao ar livre com pessoas que se recuperaram da mesma cirurgia em um quarto de hospital com vista para uma parede de tijolos. As pessoas que podiam ver a natureza se recuperaram mais rapidamente e com menos remédios para dor do que as que não viam a natureza”, indica o Dr. Daniel Benitti.

Existe uma Associação internacional, “Association of Nature and Forest Therapy” , que treina e certifica guias de terapia florestal em todo o mundo. Os guias ajudam as pessoas a estabelecerem uma parceria com a natureza por meio de uma série de convites que permitem aos participantes ficarem atentos à floresta, aprofundar seu relacionamento com a natureza e permitir que o mundo natural promova a cura e o bem-estar.

Quando nos conectamos com a natureza, estamos nos conectando!

LEIA TAMBÉM: Está difícil ter uma boa noite de sono?

LEIA TAMBÉM: Estresse e preocupações excessivas? Você pode estar com transtorno de ansiedade generalizada

LEIA TAMBÉM: Alimentação adequada pode tratar a ansiedade

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.