Uso de anticoncepcionais e a depressão

Uso de anticoncepcionais e a depressão
5 (100%) 2 votes

 

anticoncepcionais-e-depressao-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas
Quanto mais cedo a mulher inicia o uso de anticoncepcional, maior a chance de desenvolver depressão.

 

Milhões de mulheres fazem uso de anticoncepcionais, muitas, inclusive, há mais de 10 anos e de forma contínua. Neste cenário, pairavam dúvidas sobre a relação entre essa prática e a depressão. Contudo, um recente estudo, realizado na Dinamarca, confirmou essa suspeita.

Nele, foram estudadas mais de um milhão de mulheres entre 15 e 34 anos e analisados dados de 1995 a 2013. Segundo o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas, este estudo tem grande valor para a medicina. “Com os resultados, insistiremos mais para que as mulheres tomem cuidados ao utilizar anticoncepcionais e para que façam uma pausa de 3 meses a cada 3 anos para que o organismo cicle os seus próprios hormônios”, indica.

LEIA TAMBÉM: Cuidados ao usar pílulas anticoncepcionais por mais de 3 anos

LEIA TAMBÉM: Afinal, anticoncepcionais aumentam o risco de trombose?

LEIA TAMBÉM: Como tratar a Síndrome dos Ovários Policísticos sem anticoncepcional

LEIA TAMBÉM: Como controlar a TPM sem anticoncepcional

De acordo com os surpreendentes dados do estudo, as mulheres que tomavam anticoncepcionais combinados apresentavam uma chance 20% maior de utilizar antidepressivos, quando comparadas as que não faziam uso desse tipo de contraceptivo. Além disso, caso utilizavam pílulas de progesterona contínua, a chance de antidepressivos era 34% maior. Por fim, as que utilizavam implantes tinham 200% mais riscos de tomarem antidepressivos!

Esses mesmos valores foram identificados para o diagnóstico de depressão, ou seja, os riscos se mostraram os mesmos.

Outro dado mostrou que, quanto mais cedo a mulher inicia o uso de anticoncepcional, maior a chance de desenvolver depressão. Aquelas que começaram entre 15 e 19 anos de idade apresentaram uma chance de ter depressão 80% maior que as mulheres que não tomavam anticoncepcionais. Para piorar, se elas tomavam pílula de progesterona contínua, esse risco aumentava para 200%! Além disso, o inverso também foi comprovado. Ou seja, as mulheres que nunca tomaram anticoncepcionais apresentaram em média uma chance de ter depressão 70% menor.

“O uso de anticoncepcionais, especialmente entre adolescentes, foi associado ao uso subsequente de antidepressivos e um primeiro diagnóstico de depressão, sugerindo ser um potencial efeito adverso do uso de contraceptivos hormonais. Precisamos repensar esse costume de iniciar anticoncepcionais nas mulheres jovens, os hormônios naturais do corpo, embora causem TPM, fazem muito bem para a mulher”, alerta e finaliza o Dr. Daniel Benitti.

Quer parar de usar anticoncepcional? Confira mais dicas em nosso blog!

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: O que o angiologista e cirurgião vascular trata?

LEIA TAMBÉM: O que esperar de uma consulta vascular?

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.