Varizes do ligamento redondo. Você já ouviu falar sobre isso?

Varizes do ligamento redondo. Você já ouviu falar sobre isso?
5 (100%) 3 votes

 

varizes-do-ligamento-redondo-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-campinas
O diagnóstico diferencial entre varizes do ligamento redondo e hérnia inguinal durante a gestação pode ser desafiador, pois os dois apresentam sinais semelhantes. (imagem scarymommy)

 

O aumento das veias na região pélvica normalmente ocorre durante o segundo trimestre da gestação. Neste período, as veias pélvicas podem se estender para a região inguinal, mimetizando uma hérnia.

Por isso, em uma mulher grávida que apresenta uma massa inguinal bilateral, o médico, ao realizar um exame, deve sempre se lembrar de varizes do ligamento redondo como um diagnóstico diferencial.

LEIA TAMBÉM: Varizes pélvicas

LEIA TAMBÉM: Varizes na gravidez

LEIA TAMBÉM: Por que as varizes vão além da questão estética?

Ao passar pelo canal inguinal, as varizes se apresentam como uma massa, podendo ser confundida com uma hérnia. Apesar de a hérnia inguinal ser um diagnóstico incomum em mulheres, o aumento da pressão intra-abdominal, que ocorre durante a gestação, pode gerar esta doença.

O diagnóstico diferencial entre varizes do ligamento redondo e hérnia inguinal durante a gestação pode ser desafiador, pois os dois apresentam sinais semelhantes, com uma massa indolor, macia, que é mais aparente quando a paciente fica em pé, diminuindo quando ela fica deitada.

Contudo, um diagnóstico correto e preciso é fundamental, afinal os tratamentos são totalmente diferentes. As hérnias inguinais sintomáticas devem ser corrigidas cirurgicamente durante ou após o segundo trimestre de gestação. Por outro lado, as varizes do ligamento redondo tem tratamento conservador sem necessidade de cirurgia.

O diagnóstico diferencial entre essas duas enfermidades é muito difícil de ser confirmado com o exame físico e história da paciente. No entanto, realizando um exame de ultrassom doppler colorido é possível identificar facilmente, pois, ao ligar o modo ‘color’ do aparelho, consegue-se ver o fluxo nas veias – o que não aparece quando é uma hérnia.

Por isso, realizar uma avaliação e ter um acompanhamento com um cirurgião vascular durante a gestação, além de prevenir e tratar o inchaço nas pernas, pode confirmar ou afastar este diagnóstico.

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: Diabetes gestacional

As pacientes que são assintomáticas, mas que apresentam hérnias inguinais, podem postergar o tratamento para o período pós-parto. Porém, é muito importante salientar que as grávidas com hérnias sintomáticas devem ser submetidas a procedimento cirúrgico durante o segundo trimestre, para evitar complicações.

As pacientes com varizes do ligamento redondo devem ser acompanhadas por um cirurgião vascular com experiência durante toda a gestação, lembrando que a maioria das pacientes apresenta melhora espontânea após o término da gravidez.

Caso as varizes persistam após  o período pós-parto, hoje temos a opção de realizar um tratamento endovascular, minimamente invasivo.

 

Cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas, à Rua José Paulino, 2233 – Vila Itapura, e em São Paulo, à Rua Oscar Freire, 2250 – T9/T10.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

 

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.