Vinho e chocolate fazem bem para a saúde?

Vinho e chocolate: será que eu posso comer? É verdade que faz bem?

 

Vinho e chocolate fazem bem para a saúde?
Comer chocolate e tomar vinho pode prejudicar a saúde ou piorar o Lipedema?

 

O melhor plano alimentar envolve muitos vegetais, frutas, grãos integrais, peixes, nozes e azeite. No entanto, as temperaturas estão muito baixas e ainda teremos mais ondas de frio neste mês de agosto. Aí vem aquela vontade de comer um chocolate e tomar um vinho. Mas, será que isso pode prejudicar a sua saúde ou piorar o Lipedema?

Vinho

Vinho faz bem para a saúde?

Um grande estudo publicado em 1979 mostrou pela primeira vez uma ligação entre taxas mais baixas de doenças cardiovasculares em países onde as pessoas bebiam mais vinho, embora esses locais também tivessem dietas ricas em gordura saturada. Mais tarde, esse fenômeno ficou conhecido como “O Paradoxo Francês” e desencadeou muito mais pesquisas sobre os benefícios potenciais do vinho para a saúde.

O vinho tinto tem um poder antioxidante grande devido a uma substância chamada resveratrol. Ela é encontrada na casca da uva (e vinho), maçãs, amendoim, soja e outros alimentos.

Estudos feitos em animais evidenciaram que o resveratrol pode proteger contra hipertensão, endurecimento das artérias, derrame, ataque cardíaco e insuficiência cardíaca. 

Alguns estudos de longo prazo em humanos relacionaram o consumo de álcool leve a moderado em geral a um menor risco de morte por doença cardiovascular.

“O consumo leve a moderado é muito importante. Uma taça para mulher e duas para homem. Quando em excesso, o álcool pode se tornar um fator de risco para uma série de doenças crônicas, causar dependência e desencadear a fibrilação atrial. Se você não bebe, não é recomendado que comece”, alerta e indica o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular, médico especialista em Lipedema, que atende em São Paulo, Campinas e a distância.

Se você segue a dieta do mediterrâneo e gosta de um pouco de álcool como parte de um estilo de vida saudável, as diretrizes dietéticas e a American Heart Association recomendam no máximo uma taça por dia para mulheres e duas taças por dia para homens.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas sobre como consumir álcool sem afetar a saúde

E o chocolate?

Chocolate faz bem para a saúde?

Estudos relacionaram a ingestão moderada de chocolate a um menor risco de doenças cardíacas, derrame e diabetes.

O motivo dessa proteção pode ser porque os grãos do cacau são ricos em flavonóides, um tipo de nutriente também encontrado em algumas frutas, vegetais e chá. A pesquisa relacionou os flavonóides à redução da pressão arterial e à melhora da saúde do coração.

Mas, o processamento pode reduzir parte do conteúdo de flavonol, e a quantidade que acaba na barra de chocolate comercial varia de acordo com a marca. O chocolate amargo terá mais do que chocolate ao leite, mas não há como saber ao certo quanto.

O chocolate 70% é o ideal para ter um paladar agradável e rico em flavonóis.

O chocolate ao leite tem, em média, 10% de cacau e 12% de leite, o restante é açúcar, manteiga de cacau, emulsificante e aromatizantes.

O chocolate branco é um derivado de chocolate composto em média por 20% de manteiga de cacau e 55% de açúcar!

O ideal é evitar estes dois últimos tipos de chocolate!

Segundo um recente estudo, o chocolate 70% pode ser um grande aliado no combate a depressão, que afeta tanto homens quanto mulheres e está com uma incidência crescente no mundo todo.

Este estudo da University College London, realizado com mais de 13.000 pessoas, descobriu que indivíduos que relataram comer chocolate 70% em dois períodos de 24 horas tinham 70% menos chances de relatar sintomas depressivos clinicamente relevantes em comparação com as pessoas que não consumiam chocolate.

Tal como acontece com o vinho, também há uma desvantagem no chocolate: é rico em calorias, gordura saturada e, às vezes, açúcar. 30g de chocolate amargo pode conter até 170 calorias e a maioria das barras de chocolate de tamanho médio tem entre 50 e 100g, então pode ser fácil exagerar.

LEIA TAMBÉM: 7 alimentos que você deveria comer diariamente

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.