reclamar-da-vida-como-ser-feliz-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Você reclama diariamente da vida? Confira 7 segredos para ser mais feliz!

 

reclamar-da-vida-como-ser-feliz-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas
A taxa de reclamações em conversas varia de 70 a 84 por cento.

 

O elevador que não chega, aquele carro à sua frente que está andando em marcha lenta, o seu colega de trabalho que a interrompe constantemente e o seu marido que dirige cada vez pior e não consegue guardar as coisas da maneira certa. Sempre é possível encontrar um motivo para reclamar!

A taxa de reclamações em conversas varia de 70 a 84 por cento, no entanto, nenhum de nós gosta de sair e conversar com uma pessoa que só reclama. As reclamações podem ser como vírus; é importante ficar longe de reclamantes, e devemos tomar o dobro de cuidado para não nos tornarmos um(a) reclamante.

“Nascemos assim e não é fácil não reclamar. Nós nascemos com cérebros que têm um viés negativo e temos a tendência de nos concentrar nas coisas que não estão certas, em vez de cuidar de tudo que está certo ao nosso redor. É aquela reclamação do boletim do filho que teve uma nota ruim embora todas as outras estejam boas, aquela frase ‘comigo só precisa errar uma vez e nunca mais ganha a confiança novamente’, aquele funcionário de mais de 10 anos de trabalho que é mandado embora por justa causa devido a 1 erro, etc.. Valorizar o erro pode se transformar em um hábito e o mundo rapidamente se tornará um lugar desagradável ou perigoso. Esta não é uma maneira saudável de viver e conviver”, alerta o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo, Campinas e a distância.

LEIA TAMBÉM: Você sabia que o Brasil lidera casos de depressão na quarentena?

Abaixo estão sete estratégias que você pode tentar quando começar a reclamar:

1.Dê um passo para trás

Olhe com calma a situação, se afaste como se estivesse vendo um quadro grande e pense: isso realmente importará para você em cinco minutos, cinco meses ou cinco anos?

2.Olhe para dentro

Leve a sua reclamação a sério: qual é o problema real – a pequena coisa que a irrita representa um tema ou um problema maior em sua vida que deve ser abordado? Reserve cinco minutos para registrar a sua reclamação e você pode descobrir por que ele está te incomodando.

3.Faça um jogo sobre isso

Use uma pulseira ou um elástico em um pulso e cada vez que você se ouvir reclamar, mude para o pulso oposto. A meta é passar 30 dias com seu elástico ou pulseira no mesmo pulso.

4.Escolha o canal certo

Considere a melhor maneira de compartilhar o seu problema em particular: pessoalmente, por e-mail ou durante uma ligação telefônica, mas nunca cogite reclamar nas mídias sociais de maneira pública!

5.Preocupações válidas

A sua reclamação pode abordar uma necessidade genuína que pode levar a uma solução. A chave é compartilhar a sua reclamação de uma forma que seja considerada útil e não crítica: este é um segredo para não ser desagradável com os outros.

6.Encontre os pontos positivos

Quando você tiver uma reclamação, comece e termine com uma resposta positiva, caso contrário, as pessoas se desligarão e perderão completamente a sua mensagem. Você pode dizer: “Adoro quando você faz as compras. Da próxima vez, por favor, me avise antes de sair, e eu enviarei minha lista. É muito útil quando trabalhamos juntos.” 

“Evite a palavra “mas”, ela apaga o positivo. Utilize mais palavras de elogios para você e para as pessoas ao seu redor. Ainda não existe um ser no mundo que não gosta de ter as suas ações valorizadas. Valorize e elogie, pois é muito gratificante estar próximo de alguém que te valoriza”, indica o Dr. Daniel Benitti. 

7.Pratique a gratidão

Lembre-se a cada dia sobre uma coisa pela qual você é grata, não importa o quão pequeno seja. Se a negatividade se tornou um hábito, manter um diário de gratidão todas as noites pode começar a mudar a sua rotina, pois isso nos força a pensar sobre o que somos gratos em nossas vidas. Aplicativos de gratidão para smartphone podem ajudar.

Leva tempo para aprender a ter paciência e é preciso prática para aprender a tolerar os hábitos irritantes dos outros, mas quem entre nós não os tem?

É preciso persistência para aprender a abrir mão das pequenas coisas, como dirigir e guardar as coisas da forma que você quer. Respeite as individualidades.

Com algum esforço, você pode aprender a prestar atenção ao que é certo, útil e edificante ao seu redor. Você descobrirá que isso adiciona felicidade não apenas ao seu dia, mas a toda a sua vida e às pessoas ao seu redor.

LEIA TAMBÉM: Você está se sentindo pra baixo nos últimos tempos?

LEIA TAMBÉM: Como evitar perder o controle quando tudo parece estar fora de controle?

LEIA TAMBÉM: 7 sintomas que o estresse causa no seu corpo

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.