maleficios-bebidas-diets-saude-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular

Você toma bebidas diet para emagrecer? A verdade vai te surpreender!

 

maleficios-bebidas-diets-saude-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular
As bebidas diet adoçadas artificialmente podem criar uma ânsia por alimentos doces e de alto teor calórico.

 

Se você está bebendo duas latas de refrigerante normal por dia, pode eliminar 280 calorias “vazias” (não nutritivas) mudando para uma alternativa de zero caloria. Em um mês, são 8.400 calorias a menos, o suficiente para perder quase um quilo e meio. Mas, você nunca perdeu 1 grama tomando a bebida de zero caloria! Uma preocupação é que as bebidas diet adoçadas artificialmente podem criar uma ânsia por alimentos doces e de alto teor calórico. Portanto, mesmo que a contagem de calorias diminua com as bebidas sem calorias, o consumo de outros alimentos e bebidas pode aumentar ainda mais.

Em estudos com roedores, descobriu-se que pelo menos um adoçante artificial (aspartame) danifica uma parte do cérebro que diz ao animal quando deve parar de comer. E, uma série de estudos em humanos descobriram uma tendência de ganho de peso entre pessoas que bebem bebidas adoçadas artificialmente. Mas, a pesquisa foi mista: outros estudos descobriram que bebidas de baixa caloria adoçadas artificialmente podem ajudar na perda de peso.

“Um fator de confusão nos estudos de bebidas sem calorias e perda de peso é chamado de ‘causalidade reversa’. Pessoas com risco de obesidade tendem a escolher essas bebidas, fazendo parecer que a culpa é delas. Existem outros problemas de saúde associados aos adoçantes artificiais, incluindo um possível aumento no risco de certos tipos de câncer, doenças cardiovasculares e problemas renais, mas a evidência para isso não é forte o suficiente para ter certeza. Eu, particularmente, não recomendo as bebidas diets, principalmente para as mulheres com Lipedema, pois contém muito sódio”, indica o Dr. Daniel Benitti, médico cirurgião vascular especialista em Lipedema que atende em São Paulo, Campinas e a distância.

As bebidas que contêm água gaseificada e sem adoçantes artificiais são consideradas apostas seguras quando se trata de quebrar o hábito regular dos refrigerantes. Sem açúcar, calorias ou adoçantes artificiais, mas será que isso é verdade? Um estudo de 2017 com humanos e ratos lança dúvidas sobre essa informação.

Os ratos

Por mais de um ano, ratos machos receberam uma de quatro bebidas: água, uma bebida gaseificada comum, uma bebida gaseificada normal que não foi reduzida ou uma bebida gaseificada diet. As bebidas carbonatadas regulares tinham adoçante que não era artificial. Os pesquisadores descobriram que:

  • Os ratos que beberam uma bebida gaseificada (regular ou diet) comeram mais comida do que os ratos que beberam água ou refrigerante puro;
  • Os ratos que beberam uma bebida gaseificada (normal ou diet) ganharam peso mais rápido do que os ratos que beberam água ou refrigerante puro;
  • A quantidade de grelina no tecido do estômago foi maior após a exposição a bebidas carbonatadas em comparação com as bebidas não carbonatadas.

Os humanos

20 estudantes do sexo masculino beberam cinco bebidas, uma a cada refeição durante um período de um mês. As bebidas incluíam água, refrigerante normal, refrigerante normal sem corante, refrigerante diet ou água gaseificada. Logo depois, os níveis de grelina no sangue foram medidos.

Quando os alunos bebiam qualquer bebida gaseificada (refrigerante normal, refrigerante diet ou água gaseificada), os níveis de grelina aumentavam para níveis mais altos do que quando bebiam água ou refrigerante sem corante.

Embora este estudo não tenha avaliado a ingestão de alimentos ou alterações de peso dos alunos após beber diferentes tipos de bebidas, os níveis aumentados de grelina após o consumo de bebidas carbonatadas tornam plausível que essas bebidas possam causar fome, aumento do consumo de alimentos e ganho de peso, e isso é motivo de preocupação.

“A grelina é um hormônio que controla a fome. Quanto mais grelina, mais fome. Mas, por que consumir bebidas carbonatadas encoraja o corpo a liberar mais grelina? Os autores do estudo especulam que as células do estômago, que são sensíveis à pressão, respondem ao dióxido de carbono nas bebidas carbonatadas, aumentando a produção de grelina”, explica o Dr. Daniel Benitti.

O que devemos beber?

A resposta é simples e barata: água. 

Embora água pura possa ser a melhor para a saúde, para muitos não é a escolha mais atraente. Tente um bom chá sem açúcar ou água com infusão de frutas que também são boas alternativas.

É importante enfatizar que beber um refrigerante ocasional ou outra bebida com gás não é perigoso. A questão é: qual é a sua bebida preferida e quais são as suas possíveis consequências?

Há uma possibilidade real de que as bebidas carbonatadas possam ter efeitos negativos subestimados sobre o apetite e o peso. Ainda assim, seria prematuro dizer que todos devemos abandonar as bebidas carbonatadas para que a epidemia de obesidade não piore.

LEIA TAMBÉM: 3 maneiras fáceis para você começar a comer melhor

LEIA TAMBÉM: 5 melhores maneiras de emagrecer

LEIA TAMBÉM: 7 alimentos que você deveria comer diariamente

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.