Você toma uma aspirina por dia? Recentes recomendações criticam essa prática

 

aspirina-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular
O sangramento do estômago é a complicação mais comum do uso contínuo da aspirina.

 

Segundo as novas indicações científicas, quem nunca teve infarto ou derrame, não deve tomar aspirina para prevenir essas enfermidades. Isso se deve às recentes evidências que mostram que a aspirina não traz benefícios para as pessoas sem doenças cardiovasculares. Além disso, quem faz uso contínuo desse medicamento, mesmo revestidos, tem um risco maior de sangramento no estômago ou no cérebro.

Por outro lado, se você tem doença cardiovascular, como infarto prévio, cirurgia de ponte ou stent, deve tomar aspirina diariamente, conforme recomendação médica.

LEIA TAMBÉM: Cuidado! Muitas doenças vasculares são silenciosas

LEIA TAMBÉM: Vitaminas e suplementos que ajudam na saúde vascular

LEIA TAMBÉM: Quer melhorar a sua saúde vascular? Tome um bom café da manhã

LEIA TAMBÉM: Quem toma anticoagulante pode operar as varizes?

Segundo o cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas e em São Paulo, a lógica do uso desse medicamento é simples. “Como a aspirina afina o sangue, sempre se pensou que o seu consumo diminui a chance de obstrução das artérias. Contudo, os dados coletados desde a década de 90 demonstram que a dose diária de aspirina somente é benéfica para prevenir recorrência para pessoas que já tiveram infarto, derrame ou outras doenças cardiovasculares. Dessa forma, poucos se beneficiam do uso rotineiro da aspirina”, afirma.

Ele explica ainda que o sangramento do estômago é a complicação mais comum do uso contínuo desse fármaco. “Se a pessoa tem um baixo risco de infarto, a chance de sangramento pode ser maior que os benefícios do consumo diário da aspirina”, indica.

É imprescindível sempre procurar um médico que se mantenha atualizado para poder avaliar os riscos e benefícios do uso da aspirina e indicar o melhor tratamento com o menor risco de complicações. “Por favor, não pare de tomar nenhum medicamento sem antes consultar-se com um médico e lembre-se de nunca se automedicar”, alerta e finaliza.

LEIA TAMBÉM: A importância do check-up vascular

LEIA TAMBÉM: O que o angiologista e cirurgião vascular trata?

LEIA TAMBÉM: O que esperar de uma consulta vascular?

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Sobre o Autor: Dr. Daniel Benitti

Médico formado pala Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital das Clínicas da USP. veja mais aqui

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.